Chuva castiga o Rio de Janeiro, mais de 80 mortos!

Publicado: abril 6, 2010 em Blog, Comentario, Reportagem
Tags:, , , , ,

Há um pouco mais de 3 meses, dávamos a noticia aqui no blog que na noite de ano novo várias pessoas haviam perdido a vida devido as fortes chuvas que castigavam o Rio de Janeiro. Infelizmente hoje depois de meses damos a mesmo triste notícia, as fortes chuvas voltam a castigar a cidade maravilhosa e a cobrar vidas.

Deslizamentos de terra principalmente nos morros do Borel, Turano e Macacos, todos na zona norte da cidade, A maioria das mortes, 40, aconteceu em Niterói, disseram os bombeiros, acrescentando que na capital houve 36 vítimas. Outras cidades afetadas foram São Gonçalo e Nilópolis. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o volume de chuva dos últimos dias é o maior desde 1962. A média foi de 245 milímetros em 24 horas na cidade do Rio, mas algumas estações de medição, como a da Rocinha, registraram 299 milímetros.

Esse é um trecho da reportagem que está no site do Yahoo com as infelizes cifras de pessoas que perderam suas vidas.

Tudo isso é resultado de um crescimento descontrolado da populacao e do pouco caso do governo, até quando teremos as mesmas noticias cada vez que chova?

Falta planejamento e falta estrutura, esperamos que isso se resolva logo pelo menos para nao ter uma má imagem ante o mundo que é o que importa ao governo.

Nossos pesames as familias que perderam seus entes queridos!

Reportagem completa:

http://br.noticias.yahoo.com/s/06042010/25/manchetes-chuvas-no-rio-devem-continuar.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s